02 maio

Análise comparativa entre CAMCOG, Fluência Verbal e o CASI-Short em idosos sem escolaridade

Existem vários testes para ajudar no diagnóstico da Doença de Alzheimer (DA) e é importante que o mesmo seja feito o quanto antes. A escolha dos testes neuropsicológicos pode variar de acordo com o tempo de escolaridade, pois a mesma pode influenciar o desempenho cognitivo. Instrumento breve de rastreio de habilidades cognitivas é o CASI (Cognitive Abilities Screening Instrument). Há uma versão resumida deste instrumento, CASI-S, que inclui registro, orientação temporal, fluência verbal, e evocação de palavras. O objetivo do estudo foi o desempenho cognitivo de idosos analfabetos entre os testes Cambridge Cognitive Examination, Fluência Verbal e o Cognitive Abilities Screening Instrument em sua versão reduzida. Método: foram avaliados 38 idosos analfabetos atendidos no Ambulatório de Geriatria de Jundiaí. Os instrumentos utilizados foram o Casi-S, CAMCOG, Fluência Verbal (FV), EDG e Questionário de Atividades Funcionais de Pfeffer. As análises do teste de correlação evidenciaram que o Casi-S correlacionou-se significativamente com o CAMCOG (r = 0,82; p < 0,0001). Pode-se observar um coeficiente moderado e significativo entre o teste de FV versão animais (r = 0,59; p < 0,0001) e a versão frutas (r = 0,69; p < 0,0001). Pode-se concluir que o Casi-S apresenta vantagens na aplicação em idosos analfabetos, por ser de simples execução e não exigir aspectos de escrita e leitura.

Palavras-chave: idoso, escolaridade, testes neuropsicológicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *